Resenha: Polícia Paranormal (Kiersten White)

Evie poderia ser uma garota como qualquer outra: é completamente apaixonada por séries de TV, moda e tecnologia. Exceto por um detalhe: ela tem o dom único de ver através do glamour, uma aura que mantém os seres paranormais (fadas, vampiros, lobisomens, sereias, bruxas) escondidos das pessoas comuns.

Órfã, Evie vive e trabalha na AICP, a organização que mantém os paranormais longe das pessoas comuns. Seu trabalho é usar seu dom para atrair paranormais para então prendê-los e classificá-los.   A melhor (e única) amiga de Evie é Lish, uma sereia; e seu ex-namorado é uma fada muito vingativa chamada Reth que ainda a persegue.

“Eu assisti ao filme ‘A pequena sereia’ com ela há alguns anos; ela achou totalmente hilário. Não conseguia parar de rir com o negócio do sutiã de concha, pois sereias não são mamíferos. Além disso, como ela afirmou, o príncipe Eric era muito cabeludo e ‘cor de pêssego’ para seu gosto. Sempre achei que ele era bem gato, mas, pensando bem, sou um mamífero.”

A vida de Evie segue tranquila quando a sede da AICP é invadida por um cara chamado Lend, que consegue assumir a aparência física de qualquer pessoa. Evie se sente imediatamente atraída pelo invasor misterioso, que não revela a ninguém quem é e o motivo de ter invadido a AICP. E, como se não bastasse, algo misterioso está matando paranormais e tudo isso pode estar relacionado… à Evie!

Continue lendo

Resenha: The Iron King (Julie Kagawa)

In less than twenty-four hours I’ll be sixteen. Countless stories, songs and poems have been written about this wonderful age, when a girl finds true love and the stars shine for her and the handsome prince carries her off into the sunset. I don’t think it will be thay way for me.

Quando Meghan Chase completou 6 anos seu pai desapareceu. Não, ele não saiu de casa ou fugiu. O pai de Meghan simplesmente desapareceu, e a polícia nunca conseguiu descobrir como ou por que motivo.

Os anos se passaram e a mãe de Meghan se casou novamente. Da união nasceu o irmão de Meghan, Ethan. Meghan nunca se sentiu realmente parte de lugar nenhum, sendo ignorada pelo padrasto em casa e desprezada na escola. As únicas pessoas que sempre estavam com a garota eram Robbie, seu único amigo, e Ethan, uma criança tranquila, doce e meiga. Meghan amava Ethan e faria qualquer coisa pelo irmãozinho.

Conforme o dia do aniversário de 16 anos de Meghan se aproximava (para grande desânimo dela) começaram a acontecer coisas estranhas da noite para o dia. Meghan começou a se sentir vigiada e cercada, Robbie deixou de ser um garoto sarcástico e brincalhão para se tornar superprotetor… e, para a surpresa de Meghan, Ethan se tornou outra pessoa. O doce garotinho se tornou um verdadeiro demônio, aprontando e se metendo em situações perigosas. O mundo de Meghan desaba quando ela recebe a notícia (isso NÃO é spoiler) de que sua mãe foi hospitalizada devido a um acidente doméstico – e isso parece obra de Ethan.

Algo diz a Meghan que Robbie sabe mais do que diz e ela decide interrogá-lo. Ao encurralar o amigo e pressioná-lo, Robbie faz uma revelação chocante: Ethan foi trocado por uma criatura chamada changeling e está preso no mundo das fadas, Nevernever. E Robbie é ninguém mais ninguém menos do que Robin Goodfellow, o imortal Puck de William Shakespeare. Meghan então decide embarcar em uma viagem com Puck para trazer Ethan de volta – uma viagem da qual é quase certo de que ela não voltará.

“Off we go.” Puck sighed. “You coming, Grimalkin?”

“Oh, definitely.” Grimalkin landed with a soft thump in the snow. His golden eyes, bright with amusement, regarded me knowingly. “I would not miss this for the world.”

Continue lendo